quinta-feira, 4 de abril de 2013

TV Digital HDTV

2 anos e meio de TV Digital HDTV: cobertura cresce, telespectador adere, mas produção é ínfima

A HDTV ou TV Digital já é uma plena realidade em várias partes do mundo, mas não é no Brasil apesar de já ter sido inaugurada há dois anos e meio.
Desde dezembro de 2007, quando foi de fato inaugurada, muito pouco tem sido feito por parte das emissoras de televisão brasileiras para a efetiva implantação e funcionamento do sistema HDTV no país.
A maior emissora do país em audiência - a Rede Globo - é uma das que menos produz e/ou exibe conteúdo em alta definição (HDTV). A segunda maior emissora do país em audiência - a Rede Record - é, das grandes emissoras, a que menos produz e/ou transmite em HDTV.
Muito se especula sobre o real motivo da resistência das grandes emissoras em relação ao HDTV. Uma das justificativas mais plausíveis é que não há por parte dos telespectadores, ainda, a aceitação. Ou seja, não são muitos os que têm condições técnicas - televisores e conversores, ou outros dispositivos como celulares, compatíveis com a tecnologia - de receber o sinal de alta definição.
Isso em tese é uma verdade. Mas em contrapartida, não há porque o cidadão se adequar à tecnologia, comprar televisor de alta definição, comprar conversor de sinal, enfim gastar uma quantia razoável de dinheiro, se as emissoras praticamente nada produzem ou transmitem em HDTV. Ele não terá o que assistir, logo não tem interesse em se equipar.
Essa questão da aceitação e adequação do telespectador esbarra ainda na questão do preço dos equipamentos. São altos sim, mas estão cada vez mais acessíveis. Juntando com o progresso econômico que o país vive nesses últimos anos, as pessoas estão, mesmo que ainda com preços um pouco alto, comprando televisões, conversores e equipamentos em geral que propiciam o acesso à tecnologia de alta definição de som e imagem.
Esses últimos meses, por exemplo, tem se vendido quantidade recorde de televisões – em sua maioria já equipados para permitir acesso à alta definição – por causa da Copa do Mundo da África do Sul.
E as emissoras de televisão estão cientes disso, mas mesmo assim, por algum motivo ainda não esclarecido, resistem à tecnologia. Tecnologia essa que foi a que as emissoras de televisão queriam, quando da escolha durante o processo implantação.
Em dezembro de 2009, fiz com a ajuda do Thiago Cipriano (@ThiagoCipriano) e o Ricardo Souza (@RickSouza_) um levantamento sobre o que era produzido e transmitido em HDTV pelas emissoras de TV aberta, as regiões em que o sinal digital estava disponível e um ranking baseado nas horas transmitidas pelas emissoras.
Nesse primeiro levantamento, em 2009, coletamos e organizamos dados de 6 emissoras de São Paulo, e apresentamos esse ranking:


Naquele período, a Rede TV! ficou em primeiro lugar com a transmissão de 161 horas e 40 minutos, em segundo lugar ficou a Rede Bandeirantes com 74 horas e 50 minutos, em terceiro o SBT com 29 horas e 45 minutos, a Rede Vida – uma das menores emissoras do país – ficou em quarto lugar com 23 horas e 10 minutos, só em quinto lugar veio a Rede Globo – a maior emissora do país em audiência – com 20 horas e 11 minutos e por último a Rede Record com 1 hora e 15 minutos.
Nessa última semana, novamente com a ajuda de Thiago Cipriano e Ricardo Souza, fizemos um novo levantamento.
Aleatoriamente, são observadas oito emissoras - duas a mais que no levantamento de 2009 - na semana do dia 06 de junho a 12 de junho, deste ano, que corresponde nesse caso de domingo a sábado.
Se levarmos em consideração apenas as seis emissoras do primeiro levantamento em uma comparação, vamos observar as emissoras praticamente nas mesmas posições que ocupavam há seis meses, ou seja, as maiores emissoras continuam produzindo e exibindo muito pouco em HDTV.


A Rede TV! se mantém com a maior programação/transmissão em alta definição entre todas as emissoras de TV aberta do Brasil. Das 168 horas que compreendem uma semana, 155 horas e 20 minutos a Rede TV! transmitiu em HDTV. Dessas, 1 hora foi exibição de produção de terceiros, as outras 154 horas e 20 minutos foram geradas em alta definição pela própria emissora. A Rede TV! transmite praticamente 24 horas por dia em HDTV.
Programas exibidos em HDTV pela Rede TV!: Leitura Dinâmica 1ª e 2ª edição, Manhã Maior, Rede TV! Esporte, Bola na Rede, A Tarde é Sua, TV Fama, Rede TV! News, Superpop, Interligado, Amaury Jr. Show, Pânico na TV, Brothers, Good News, Ritmo Brasil, Bola na Rede, É Notícia, UFC Sem Limites, Mega Senha, Operação de Risco e Aconteceu. É importante ressaltar que alguns desses programas, principalmente os jornalísticos, exibem algumas partes que não são em alta definição. No canal digital, a programação é reapresentada várias vezes, por isso também esse total de horas.
A emissora de Amilcare Dallevo Júnior é a líder em quantidade de horas produzidas e transmitidas em HDTV, foi à primeira emissora do país a transmitir em HDTV. A emissora também exibe suas vinhetas e alguns comerciais em alta definição.
A emissora se mostra sempre à frente e atualizada com as novas tecnologias. Tanto que, em 23 de maio fez a primeira transmissão de televisão aberta do mundo em 3D. Das 21h à meia-noite do domingo exibiu o programa Pânico na TV em três dimensões.
A segunda colocada no ranking é a TV Bandeirantes – a Band. Em seis meses aumentou em cerca de 20 horas - na semana - a transmissão de conteúdo próprio. A emissora da família de João Jorge Saad transmitiu em uma semana 98 horas e 10 minutos em HDTV. Foram 85 horas e 40 minutos de produção própria, e 12 horas e 30 minutos exibição de conteúdo de terceiros. A Band transmite em média 14 horas por dia em alta definição, são cerca de 12 programas por dia.
Programas exibidos em HDTV pela Band: Primeiro Jornal, Dia Dia, Boa Tarde, SP Acontece, Canal Livre, Márcia, Brasil Urgente, Jornal da Band, Vídeo News, Polícia 24h, CQC, Jornal da Noite, Show Business, Tribunal na TV, A Liga, É Tudo Improviso, A Noite é uma Criança, Uma Escolinha Muito Louca, Band Esporte Clube, Terceiro Tempo, Jogo Aberto, Band Mania, De Olho na Copa, Diário da África, Direto da África, Conexão África, show de abertura e partidas da Copa do Mundo. É importante ressaltar que alguns desses programas, principalmente os jornalísticos, exibem algumas partes que não são em alta definição.
A Band exibe suas vinhetas, mas não exibe comerciais em alta definição.
Em terceiro lugar - e com menos da metade da quantidade da segunda colocada - fica a Rede Globo. A emissora carioca transmitiu 44 horas e 41 minutos em HDTV, dessas 14 horas e 10 minutos produzidas pela própria emissora e 30 horas e 31 minutos transmitindo conteúdo de terceiros como filmes e séries. A Globo transmitiu em média 6 horas por dia em HDTV, cerca de 4 programas por dia.
Vale observar que das quase 45 horas transmitidas, cerca de 15 horas são exclusivamente imagens da Copa do Mundo. É necessário então ter certo cuidado e discernimento de que, pela semana escolhida, houve certo privilégio devido ao evento sazonal. Daí e mais a inclusão de duas outras emissoras é a origem da razoável diferença entre esse e o último levantamento. Podendo-se então observar como mínimo e seguro a base das horas produzidas pela própria emissora.
Programas exibidos em HDTV pela Rede Globo: Passione, alguns filmes na Tela Quente, Intercine, Temperatura Máxima, Supercine, Domingo Maior, Sessão de Gala, Festival Nacional e Sessão Brasil, Profissão Repórter, A Grande Família, S.O.S. Emergência, Separação?!, A Vida Alheia, Casseta & Planeta, Força-Tarefa, Campeonato Brasileiro, Central da Copa, show de abertura e partidas da Copa do Mundo. Com exceção do Central da Copa, todos são transmitidos integralmente em HDTV.
A emissora não transmite suas vinhetas e nem comerciais em alta definição.
Em quarto lugar - estreando no levantamento - vem a MTV. A emissora transmitiu 37 horas em HDTV na semana analisada, dessas 31 horas produzidas pela própria emissora e 6 horas transmitindo conteúdo de terceiros. A MTV transmite cerca de 4 horas e meia por dia em HDTV, em média 5 programas por dia.
Programas exibidos em HDTV pela MTV: Notícias MTV, 15 minutos, Acesso MTV, Comédia MTV, Fudêncio e Seus Amigos, Badalhoca, Didiabólico, MTV na Pista, Scrap MTV, Furo MTV e MTV Movie Awards 2010. É importante ressaltar que alguns desses programas exibem algumas partes que não são em alta definição.
Em quinto lugar aparece a Rede Vida. Emissora ligada à Igreja Católica - para um público específico -, de pequena notoriedade, portanto pequena audiência e também pequeno faturamento, mas que se mostra à frente ou ao lado das maiores emissoras quando o assunto é HDTV. Na semana analisada a emissora produziu e transmitiu 30 horas e 10 minutos em HDTV, são cerca de 4 programas por dia, e uma média de 4 horas em HDTV por dia.
Programas exibidos em HDTV pela Rede Vida: Tribuna Independente, Missa do Santuário da Vida, JCTV e Jornal da Vida. Sendo que esses dois últimos, jornalísticos, podem conter algumas partes que não são em alta definição.
Em sexto lugar aparece o SBT. A emissora de Silvio Santos transmitiu na semana 28 horas e 35 minutos em HDTV, dessas 21 horas e 20 minutos geradas pela própria emissora e 7 horas e 15 minutos transmitindo conteúdo de terceiros como filmes e séries. O SBT transmite em média 4 horas por dia em HDTV, cerca de 3 programas por dia.
Programas exibidos em HDTV pelo SBT: Casos de Família, Uma Rosa com Amor, Programa da Hebe, Supernanny, Esquadrão da Moda, A Praça é Nossa, Aventura Selvagem, Domingo Legal, De Frente com Gabi, séries Divisão Criminal, Estética e Californication, e alguns filmes no Cine Espetacular e Tela de Sucesso. São transmitidos integralmente em HDTV.
A emissora não transmite suas vinhetas e nem comerciais em alta definição.
Também entrando pela primeira vez no levantamento, a TV Cultura aparece em sétimo lugar. Com um total de 15 horas e 55 minutos produzidas e transmitidas em HDTV. A emissora paulista transmite em média 2 horas por dia em HDTV, cerca de 3 programas por dia.
Programas exibidos em HDTV pela Cultura: Cocoricó, Roda Vida, Sr. Brasil, Clássicos, Lá e Cá, Vitrine e A Minha Copa do Mundo. São transmitidos integralmente em HDTV.
Em último lugar mais uma vez ficou a Rede Record. Foi a emissora que menos nos deu trabalho, porque praticamente não transmite nada em HDTV, infelizmente. Em uma semana inteira, transmitiu apenas 11 horas e 20 minutos em HDTV, sendo 3 horas e 35 minutos produzidas pela própria emissora e 7 horas e 45 exibição de conteúdo de terceiros - filmes e séries.
Em HDTV a Record transmitiu: Aprendiz Universitário, Ídolos, CSI Las Vegas, CSI NY e um filme em Super Tela. São transmitidos integralmente em HDTV.
Ao contrário da Globo e do SBT, a Record não produz nenhuma novela em alta definição. Boa parte da ínfima quantidade de transmissão em HDTV vem da transmissão de CSI Las Vegas de segunda a sexta-feira.
Não exibe nem vinhetas e nem comerciais em HDTV. A emissora de Edir Macedo parece simplesmente ignorar a era da alta definição.
Observações: Esse levantamento não tem caráter científico e serve apenas como referência. A quantidade de tempo citada baseia-se na grade de programação das emissoras e não exclui os intervalos comerciais que, em geral, NÃO são transmitidos em alta definição.
Em relação a cobertura do sinal da TV digital a situação se inverte. As emissoras que menos produzem são as que tem maior cobertura.


O sinal digital já está presente em 21 capitais e em 17 cidades-polo, de acordo com o Ministério das Comunicações, seguindo o cronograma de implantação.
A Rede Globo e suas afiliadas estão presentes em 20 capitais - Aracaju (SE), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Luís (MA), São Paulo (SP) e Vitória (ES) - e em 15 cidades-polo - Araraquara (SP), Campinas (SP), Ituiutaba (MG), Joinville (SC), Londrina (PR), Mogi das Cruzes (SP), Ribeirão Preto (SP), Santos (SP), São Carlos (SP), São José dos Campos (SP), Sorocaba (SP), Taubaté (SP), Uberaba (MG), Uberlândia (MG) e Varginha (MG). Saindo do cronograma, a Rede Globo também é a emissora que tem a maior cobertura, pontualmente, ela está presente em 209 cidades pelo Brasil.
A Band e suas afiliadas estão presentes em 11 capitais - Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP) - e 6 cidades-polo - Campinas (SP), Londrina (PR), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Taubaté (SP) e Uberaba (MG).
A Record e suas afiliadas estão presentes em 12 capitais - Aracaju (SE), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Goiânia (GO), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Teresina (PI) e Vitória (ES) - e 1 cidade-polo - Araraquara (SP).
O SBT e suas afiliadas estão presentes em 5 capitais - Belo Horizonte (MG), Fortaleza (CE), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e Salvador (BA) - e 3 cidades-polo - Campinas (SP), Santos (SP) e Sorocaba (SP).
E a Rede TV! foi a única que não expandiu seu sinal, depois de seis meses continua presente em apenas 3 capitais - Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP). Apesar de estar presente em HDTV pela parabólica para todo país.
As outras emissoras de São Paulo não foram objeto de análise nesse levantamento.
É notório que o cronograma de implantação do sinal de HDTV segue em ritmo acelerado - a quantidade de cidades e pessoas atendidas pelo sinal tem crescido -, porém a produção de conteúdo em alta definição não. O preço dos equipamentos que propiciam acesso a essa tecnologia estão caindo, mas em ritmo muito lento. E tudo isso impede o telespectador de se atualizar e se equipar.

confira super carros

confira super carros
confira

Moto Tuning

PAIS VISITANTE

jhon lenno silva

ONLAINE MUNDIAL

jhon lenno

comunidade no google+ tecnologia

a tecnologia esta na sua vida todos os dia
página: 17 curtiram isso